Comunhão e Vida Eterna

Se há um assunto que gosto de falar é sobre a vida eterna. A vida eterna é mais do que vida sem fim. Inclui a comunhão com Deus e como viver a vida que Ele mesmo vive. Em 1 João 5:11-13, está escrito: “E o testemunho é este: Que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas coisas vos escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna.”

Quando o Senhor nos deu a vida eterna por meio de Jesus Cristo, Ele nos deu algo único, uma vida diferente da que vivíamos antes da nossa salvação. Antes dela, estávamos “mortos” em nossos delitos e pecados, porque vivíamos uma vida que produzia morte. Aqueles que ainda pertencem ao mundo continuam a viver esse tipo de vida, ainda que não saibam ou não pareça assim. É preciso entender que para viver a expectativa da vida eterna, devemos andar juntos de Deus, tÊ-lo como companheiro diário e permanecer ao seu lado sempre.

Compreender esse aspecto do companheirismo divino é muito importante para entender a vida eterna. “Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Amós 3:3). Deus criou a humanidade para a comunhão, e por natureza, nós a procuramos em muitos níveis. Muitos acham que é através de passatempos, artes, política, atividades intelectuais, organizações sociais e esportes. Porém, a forma maior e mais alta de comunhão, é andarmos com Deus e com outras pessoas que compartilham esse mesmo desejo de transformação e mudança de vida. Essa comunhão é reservada para todos que desejam intimidade com o Criador.

Nesse passo, um cristão independente ou sozinho é uma contradição em termos bíblicos. A igreja cristã é uma comunidade comparável a um corpo, do qual Cristo é a Cabeça (I Coríntios 12:12-31). Hebreus 10:25 nos ordena a não deixarmos de congregar juntos. A comunhão cristã não é apenas uma conversa amigável sobre amenidades. Pelo contrário, a Palavra nos mostra que visando sempre a vida eterna, devemos nos unir para adorar, louvar e glorificar o nome do nosso Salvador, por meio de um -relacionamento marcado por auto sacrifício, disponibilidade para o serviço, preocupação uns com os outros, oração e amor.

Ao agirmos assim, estaremos sempre seguindo por um bom caminho, que nos levará aos braços de Cristo, e consequentemente, à vida eterna!

Em complemento à presente mensagem, sugerimos Imortalidade x Vida Eterna, O Que o Afasta da Salvação? e Com o Que Deus Realmente se Preocupa?

–x–

Se você gosta e acompanha as nossas mensagens, considere compartilhá-las nas redes sociais!

Pastor Evangélico, Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Life, Executive & Professional Coach, Problogger.

Deixe uma resposta