Deus Quer Se Relacionar

O tema da nossa mensagem, Deus Quer se Relacionar, está fundamentado no texto de João 5:16-17, que afirma: “Por isso os judeus perseguiram a Jesus, porque fazia estas coisas no sábado. Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.”

A expressão “até agora” é geralmente interpretada de forma restritiva, mas seu alcance vai muito além daquilo que estamos acostumados a ouvir. Significa, na verdade, que “até aqui”, ou seja, até este momento, e abrange o contexto atual, “até o dia de hoje”.

Jesus está dizendo: “Meu Pai trabalha até este exato ponto do tempo, e eu também trabalho”. E esse trabalhar de Deus perdura nos nossos dias também. Afinal de contas, o nosso Deus é um criador ativo. Ele não criou as coisas para simplesmente se sentar e ver o que acontece. Ele é ativo e continua a trabalhar em nosso tempo também.

Deus criou o universo para então realizar o próximo passo no seu propósito, e esse propósito está em curso no momento em que escrevo e no exato momento em que você lê esta mensagem. E assim continuará até a volta de Jesus, e vai perdurar por toda a eternidade. Ele está trabalhando para criar uma família de seres com as Suas características. Ele está se reproduzindo, criando-nos à Sua imagem a todo o momento. O processo foi “suspenso” no Éden, quando Adão pecou ao desobedecer à voz do Senhor. Por isso Deus quer se relacionar novamente conosco, e por meio do Espírito Santo nos convence ao processo de conversão, ou seja, transformação de vida para nos moldarmos segundo o caráter de Jesus. Paulo descreve este processo de transformação como sendo de “glória em glória”. Em outras palavras, da glória do homem para a glória de Deus. Estamos sendo forjados diariamente a imagem de nosso Pai Celestial.

Esta imagem não é física, mas eminentemente espiritual em crença, aceitação, submissão, pensamento, e principalmente, conduta. É ter a mente de Deus fluindo em nós. Esse processo tem início quando aceitamos Jesus como Senhor e suficiente Salvador de nossas vidas, porque nos tornamos “novas criaturas” nEle.

A mente de Deus, assim como a nossa, é muito mais que palavras. Muitos sentimentos e pensamentos podem ser descritos por palavras, mas eles não são palavras. Eles se desenvolvem por meio da combinação de conhecimentos e experiências que não podem ser inteiramente compreendidos pelo simples entendimento de seus conceitos lógicos. Somente por meio de um relacionamento ativo com Deus é que podemos compreender a Sua mente, Seu agir. A partir desse relacionamento, criamos intimidade com Deus. Então, passamos a conhecê-lO melhor.

Quando isso acontece, ou seja, quando nos dispomos a nos relacionar com Deus, conhece-lo melhor, todas as demais experiências se tornam insignificantes. Relacionamento é intimidade em ação. E quando temos novas experiências com Jesus é o mesmo que dizer que Ele está trabalhando ativamente em nós, mesmo nos dias de hoje, para que possamos cumprir o Seu propósito em nós e por meio de nós. Foi o que Paulo disse em Filipenses 2:13 “porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.”

Assim como um pai terreno deseja se relacionar com seu filho, Deus quer se relacionar comigo, com você, e com todos os que O buscarem verdadeiramente. Afinal de contas Ele é nosso Pai Celestial.

Para isso, basta abrir seu coração e convidar Jesus para fazer morada em você. E assim terá início o seu relacionamento com Deus!

Fique na paz!!

Pastor Evangélico, Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Life, Executive & Professional Coach, Problogger.

Deixe uma resposta