Em Hebreus 11:1, está escrito: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.”.

Na frase “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam (…)”, Paulo define o que realmente é a fé, mas muito além de mero conceito racional para facilitar o entendimento sobre algo que é espiritual, ele nos mostra que a fé fortalece o nosso ser enquanto esperamos aquilo que desejamos.

“Fundamento” é aquilo sobre o qual estamos amparados. E a Bíblia diz que Jesus Cristo é a Rocha, a Pedra angular sobre a qual está edificada a Sua Igreja (Mateus 16:18 e 1 Pedro 2:6). E tudo que está fundamentado na Rocha permanece de pé, independentemente da situação adversa. Por isso, nossa fé deve estar sempre fundamentada em Jesus, porque Ele nos fortalece em momentos onde a esperança teima fugir. A fé é o começo de tudo o que realmente importa espiritualmente, porque o Texto Sagrado afirma que “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6).

Portanto, quando Paulo diz que a fé é a “prova das coisas que se não vêem”, está dizendo que, mesmo que não se possa enxergar, temos não uma simples esperança, mas firme convicção, uma garantia, um título de propriedade (como se pode traduzir do original) daquilo que certamente vai acontecer.

A fé é algo vivo dentro daquele que crê em Jesus. Na verdade é impossível dissociar a Pessoa do Deus Vivo da crença em Sua Grandiosa Existência e Ilimitado Poder. E quando essa verdade nos é revelada pelo Espírito Santo, a certeza daquilo que esperamos se torna tão comum, que aparenta algo sobrenatural aos olhos das pessoas que não comungam da mesma certeza.

Por isso, a Palavra de Deus diz: “Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” 1 Coríntios 1:18.

Tenha dias de bênçãos e fé, em nome de Jesus!

Pastor Evangélico, Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Life, Executive & Professional Coach, Problogger.

Deixe uma resposta