Heresias

“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.” 2 Pedro 2:1-3.

É realmente alarmante como II Pedro 2:1-3 não nos diz claramente quais seriam essas heresias. O pior é que também não identifica a verdadeira fonte das heresias.

A palavra heresia tem origem no grego hairesis, que literalmente significa “escolha” ou “seleção”.

Antes do seu uso bíblico, não tinha uma conotação maligna. Mesmo na Bíblia, é usada em algumas passagens para se referir a uma filosofia com a qual determinado grupo de pessoas havia escolhido acolher ou alinhar-se. Por isso, hairesis é frequentemente traduzido como “seita”. Lucas aplica o termo aos saduceus (Lucas 5:17) e aos fariseus (Lucas 15:2) . O termo hairesis também foi usado em Atos 24:5, e em Atos 28:22, para identificar a igreja cristã.

No entanto, quando os escritos de Paulo e Pedro começaram a circular, o termo tomou ares de um elemento destrutivo dentro da Igreja, que cria divisão através de opiniões conscientemente formadas e ideias em desacordo com os ensinamentos de Jesus propagados pelos apóstolos.

Paulo condena a deturpação da Palavra de Deus pelas heresias. Em Gálatas 5:20 é elencada como uma das “obras da carne”. E a implicação disso é muito séria, pois Paulo afirma que as pessoas que a praticam não herdarão o Reino de Deus (versículo 21)!

No curso normal da vida secular a heresia tem pouca importância. A opinião de uma pessoa ou as escolhas sobre a maioria das coisas na vida são diversas (mas não inconsequentes!). Uma pessoa pode ter um grande número de alternativas e ela é perfeitamente livre para escolher em que acreditar. No entanto, se somos cristãos, estamos lidando com a revelação da Palavra de Deus, com aquilo que o Senhor nos entregou como sendo A Verdade, de maneira irrevogável e absoluta. E quando essa Verdade é apresentada aos homens, eles têm também a opção de aceitá-la ou rejeitá-la.

Assim, um herege é uma pessoa que escolhe acreditar naquilo que ele delimita como sendo verdade, em vez de aceitar o que Deus revelou como sendo A Verdade. Por isso, elas nos levam para um caminho de morte, contrário àquilo que o Senhor tem para nós.

Que Deus nos livre das heresias, em nome de Jesus!

–xx–

Se você gostou desta mensagem, compartilhe-a nas redes socias!

Pastor Evangélico, Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Life, Executive & Professional Coach, Problogger.

Deixe uma resposta