O Pecado Contamina

Em Gênesis 3:7-11, está escrito: “Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais. E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses?”.

Esta passagem ocorrida nas vidas de Adão e Eva nos revela como o pecado destrói a inocência humana.

Seria possível existir duas pessoas mais inocentes no início de suas vidas do que Adão e Eva? Ocorre que imediatamente após o pecado, eles sentiram vergonha por causa de sua nudez, e duplamente mostram-se culpados ao tentarem se esconder de Deus. Mas uma pessoa verdadeiramente inocente teria necessidade de se esconder? A inocência faz alguém sentir vergonha?

Deus não quer que tenhamos pecado algum em nós. Entre outros motivos, o pecado deixa uma mancha na mente da pessoa que a transforma negativamente para o resto da vida. Ela simplesmente não consegue mais olhar para a vida da maneira de antes. No Salmo 40:12, Davi expressa como esta mancha o afetou : “Porque males sem número me têm rodeado; as minhas iniquidades me prenderam de modo que não posso olhar para cima. São mais numerosas do que os cabelos da minha cabeça; assim desfalece o meu coração.”. Mais tarde, Paulo explica: “Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.” (Tito 1:15).

A conhecida parte das Escrituras que começa em Mateus 18:1 diz respeito à inocência. Ela começa com uma pergunta aparentemente simples dos discípulos: “Quem é o maior no reino dos céus?”. E a resposta de Jesus foi: “se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus.” Mateus 18:3-4.

A resposta à questão colocada para Jesus está na inocência. A beleza da inocência e vulnerabilidade inofensiva das crianças as tornam adoráveis! Elas são incapazes de produzir dano, sentir vergonha ou culpa. Mas o que acontece quando se tornam adultos? Tornam-se sofisticados, mundanos, cosmopolitas, cínicos, desconfiados, sarcásticos, preconceituosos, egoístas, frios, mentirosos, e muitas outras coisas negativas. E então, percebem que perderam o entusiasmo pela vida. Tudo natural, afinal de contas, o pecado faz isso mesmo com as pessoas.

Afaste-se do pecado, porque além de destruir a inocência, nos afasta eternamente do nosso Criador. “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6:23.

–xx–

Compartilhe nossas mensagens nas redes sociais!

Pastor Evangélico, Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Life, Executive & Professional Coach, Problogger.

Deixe uma resposta